terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

"BLOGAGEM COLETIVA - O LIVRO DA MINHA VIDA"

Este post faz parte da Blogagem Coletiva
O Livro da Minha Vida que é proposta pela
Vanessa do Blog Fio de Ariadne.


O primeiro romance realista da língua portuguesa
chocou a sociedade do final do século XIX
ao criticar a hipocrisia religiosa e os costumes provincianos de Leiria,
cidade onde a história é ambientada.
Cria-se um alvoroço na cidade com a presença de um jovem pároco
na mesma casa de uma adolescente bonita.
Eça de Queiroz mostra os hábitos nada tradicionais
de uma cidade onde as aparências eram mantidas
sobre uma base de mentiras e fofocas.
É esse tom crítico e direto, chocante para a época,
que deu fama ao livro do escritor português.

O Crime do Padre Amaro foi o primeiro
de Eça de Queirós que li.
Lembro-me que fiquei horrorizada com
os escândalos relatados na livro.
Me encantei de tal forma,
que só o larguei depois de ter lido toda a obra.


O Primo Basílio (1878)

Após ter "devorado" O Crime do Padre Amaro,
O Primo Basílio. foi o meu alvo seguinte.


Nesta obra, Eça retrata a burguesia de Lisboa
em toda a sua frivolidade.
Ele se inspira em Madame Bovary, de Flaubert,
apresenta a tola Luísa, cujo marido,
o medíocre engenheiro Jorge,
passa algum tempo, a trabalho, fora de Lisboa.
Neste momento retorna a Portugal o primo
pelo qual Luísa fora apaixonada na adolescência, Basílio.
Mal caráter acabado, Basílio,
ao perceber que sua prima estava só, decide conquistá-la.
Convence-a de que está na moda, em Paris,
as mulheres terem um amante e acaba por arrastá-la ao Paraíso,
local de seus encontros amorosos.
Mas a criada Juliana descobre uma carta amorosa do casal
e passa a chantagear a patroa.
Basílio deixa Lisboa e Luísa, incapaz de arrumar o dinheiro
para pagar o silêncio da criada, acaba por servir de escrava a Juliana.
Quando Jorge retorna, Luísa, ajudada pelo amigo Sebastião,
um pobre e servil rapaz, acaba por recuperar a carta incriminadora.
Mas abalada, termina morrendo sem saber
que Jorge descobrira tudo e a perdoara.
De volta a Lisboa, Basílio, ao saber da morte da prima,
lamenta não ter trazido sua amante parisiense.
Como podemos perceber, não há na obra um personagem heróico,
todos são movidos por interesses mesquinhos e guiados pelas aparências.


E é isto. Com certeza são livros maravilhosos, e
acho que todos que tiverem a oportunidade,
deveriam conhece-los.
Ótima Blogagem à todos!

Serena.

12 comentários:

Vanessa disse...

Opa, adoro Eça e o Primo Basílio.

Obrigada mais uma vez por prestigiar a coletiva, Serena, vc foi a primeira a aderir e uma das primeiras a postar!

bjs

D.Ramírez disse...

Interessante essa blogagem, participei, mas nao consegui tempo de postar ainda...
Bom para conhecermos livros, autores que mexeram de certa forma com pessoas.
Adorei ver o seu.

Besos

Cristiane Marino disse...

Eu li primo Basília!! Adorei também.

beijos

Olavo disse...

Li os 2 e também gostei muito..
beijos

Luciano A.Santos disse...

Oi Serena, de Eça de Queiroz eu li "A Ilustre Casa de Ramirez", gostei bastante. Quanto ao resto ainda estou em dívida...

Abraços e parabéns.

Valdeir disse...

Serena,

Olha, "O Primo Basílio" é um exemplo de que a TV pode incentivar a leitura.
Só li esse livro porque gostei muito da minissérie que a Globo produziu e veiculou no início dos anos 90.

Gostei da minissérie, porém mais ainda do livro.

Abraços.

Luísa disse...

Bingooooooooooooooo!
Eça é o meu autor preferido! Desde muito novinha que leio o que ele deixou escrito para nosso deleite...Descritivo, muito pormenorizado na descrição que faz, é um autor que todos poderiam ler para enriquecimento do vocabulário. E as histórias criadas por ele? FABULOSAS!
Os Maias, já leu? recomendo vivamente. Pdemos trocar: eu ando a ler uma autor brasileiro, chamado Augusto Cury, e tu l~es um português chamado eça de Queiroz.Boa?
Trocamos impressões sobre o que lemos?Gostei da coincidência

Þ®¡§¢¡£å £¡§ßøå disse...

Olá caríssima Fada Flor...

Dada a situação em até bula de remédio eu me atrever a ler,dispenso comentar as obras desse GRANDE autor.Sem falar,que autores portugueses são sempre bem vindos ao nosso conhecimento...os portuga descobriram a América,e nós temos a honra de descobrir as obras literárias destes homens espetaculares...


Beijo-te minha amada amiga!!!
S2

APPedrosa disse...

Adoro Eça! Meu primeiro foi "Os Maias", depois vieram outros, todos muito bons.
Abraços,
Ana Paula

Xana disse...

Passa lá no meu boteco, tens selo lá
beijinho

Avassaladora disse...

Quem é amante dos livros, com certeza leu...rs
Primo Basilo já li e reli tres vezes... E ainda assisti o filme...
São livros que marcaram minha juventude, e ainda hoje são Best-sellers.
Faltou um que vc não citou, e foi dessa geração, pra mim..rsrsrsrs
Olhai os Lírio no Campo!
Eita livro lindo!

Um beijo!

Adorei essa postagem...

D.Ramírez disse...

Bom feriado, espero que descanse, divirta-se e volte renovada para mais posts;)
Besos

 
BlogBlogs.Com.Br