segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

"POEMA ENLUARADO"

Nesta noite enluarada
O amor me convida a dançar
E no roçar de nossas peles
Música em meu ouvido irá cantar.

Bailamos ao som de violinos suaves
Teu corpo colado ao meu
Taças de vinho tocando teus lábios
Meus olhos nos olhos teus

Ao som da melodia
Minha alma pulsando na tua
Desatinos de uma poetisa
Arranco o vestido e me faço tua

E na magia desse momento
A lua se faz presente
Nos teus braços esqueço o tempo
Sou poema de um amor latente.

Serena.



2 comentários:

Xana disse...

Que serena dança com o luar como fundo...que romantico.
Nunca dancei ao luar e tu?
beijos

Jorge Vieira Cardoso disse...

a lua é magia e só por ser lua é poesia...

bonito de ler e reler...

beijo terno...

 
BlogBlogs.Com.Br