quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

2

"VENTANIA DE AMOR"


O forte vento que por aqui passou
Trouxe todas as certezas...
Me mostrando tudo o que sou
Colocando as cartas na mesa

Passou como passa a primavera
Trazendo luz e beleza ao jardim
E que ao partir para outras estações
Deixa triste a begônia e o jasmim

O breve vento que por aqui ventou
Trouxe teu cheiro e tua lembrança
Desmontou casas e tudo quebrou
Mas deixou também a esperança

Vento que tudo arrasta e traz
Vento forte e feroz
Traz em em teu rastro quem ficou pra tras
Deixando-me ouvir uma vez mais a tua voz

Voz que sibila em meus ouvidos
Que também me faz muito feliz
Passa levando tempos vividos
Do ontem que me fez infeliz

Quero me agarrar em teus cabelos
E por você me deixar levar
Voar por entre rosas nos canteiros
E suavemente deixar você me amar.

Serena.



quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

6

"VERSOS TRISTES"


Sou poetisa de verso triste
A que chora em noite sombria
Sangrando o coração me deixou
E sem saber minh'alma morria.

O punhal daquele amor hipócrita
Feriu-me o peito mortalmente
Hoje sou sombra fria e morta
Rastejando tal qual uma serpente

De chorar meus olhos secaram
E a dor no corpo cicatrizes deixou
Da vida as luzes se apagaram
Apenas a loucura me restou

Meu sentimento no peito é suicida
Querendo morrer na magia da paixão
Dor profunda agora é o que sinto
Morro afogada em um mar de ilusão.

Serena.


segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

1

CHAMADA PARA BLOGAGEM COLETIVA EM FEVEREIRO


Esta blogagem coletiva está sendo proposta
pela minha querida amiga Vanessa do
Blog Fio de Ariadne
para o dia 17 de fevereiro de 2009
com este tema.: O livro da minha vida.


Caso deseje participar:

1. Deixe seu nome e blog na caixa de comentários deste post;

2. leve o selo da coletiva ;

3. Faça um post sobre o evento no seu blog,
contendo este passo-a-passo e divulgue o selo;


4. Prepare na data marcada um post falando sobre o livro,
sobre a experiência de lê-lo,
o que marcou, o que quiser falar sobre ele.
Trata-se do livro da sua vida, você é quem manda.


sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

15

"SONETO DO AMOR PERDIDO"


Em que parte da casa
Nosso amor se perdeu?
Ficou no canto do quarto
Ou no jardim que era teu?

Em que parte da vida
A intimidade acabou?
Está na gaveta escondida
Ou cansada partiu e nos deixou?

Se perdeu pelo tempo...
Ou quis ficar para trás?
Estará de frio tremendo
Ou apenas atracada pelo cais?

Em que parte da música
Parou de cantar?
Será que dela se cansou?
Ou simplesmente parou de escutar?

As chamas daquele amor febril
Hoje já não ardem mais
As labaredas deste amor senil
Se apagaram e ficaram para trás.

Dúvidas povoam meus pensamentos
As incertezas zombam de mim
Do amor que era um jardim suspenso
Restou só lembranças perfumadas de jasmim.

Serena.


quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

4

"SEPARAÇÃO"

As amarras se romperam
O que era inteiro se partiu
Antes almas companheiras
Agora um mundo que caiu.

Da tua presença apenas restou
Guardado em um canto qualquer
Uma foto antiga e sem cor
E um bilhete escrito por outra mulher

Na caixinha de costura
Encontrei aquele botão
Que no afã de nossa briga
Ficou perdido em minha mão.

Palavras, olhares...tuas mãos
Ficaram tatuados na memória
Vidas vividas...tudo em vão
Entranhados na minha história.

Serena


quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

1

"AGONIA"

Minha alma cativa
anda à gemer pelos cantos
Alma entristecida
De sofrer vive aos prantos

Alma desnuda
Caminhando noite afora
Agoniza triste e muda
Alma negra tenho agora

Querendo romper as algemas
Que escraviza o coração
Dilacero o peito sofrido
Soltando as amarras da paixão

Sonhei além do sonho
Sofri e paguei com a minha dor
Acreditando ser pra sempre
Mergulhei no abismo do rancor

Minh'alma agora agoniza
Nas noites insones do sofrer
Pobre alma entristecida
No peito um coração à gemer!

Serena.



terça-feira, 20 de janeiro de 2009

4

"PASSADO"


Andei pelos caminhos da vida
Procurando um atalho
que me curassem as feridas.

Pés calejados,
Olhar entristecido,
Corpo fatigado
Horizonte perdido.

Sonhei tantas vezes
Contigo sempre estar
Coração estraçalhado
Saudade machuca e faz chorar

O tempo passou
Não guardo mais esperança
Do amor nada restou
Só um grito de dor preso na garganta

Saudade de um tempo passado
Que até hoje pulsa na memória
Meu futuro conjugo no passado
Querendo reviver nossa história.

Serena


domingo, 18 de janeiro de 2009

1

"VESTIDA DE SILÊNCIO"

Suavemente percorro as linhas
Daquele poema que me deste
Viajo em teu céu e me faço lua
E me perco em versos que me despe!

Estrelas cadentes iluminam
Nossa estrada inacabada
E entre nuvens que fascinam
Sigo tu'alma iluminada.

Nesta trilha de palavras
Onde tudo se lê nas entrelinhas
Meu coração impaciente
Aguarda a tua chegada.

Vou me vestir de silêncio
E me despir das palavras
Minh'alma traduzirá os versos
Que no peito o coração calava.

Serena.


sábado, 17 de janeiro de 2009

2

"TOQUES"

Eu quero seu toque
Seu braço, seu beijo
Seus lábios passeando pelo corpo
Arrepiando a pele e
Despertando mil desejos

Calor da língua pelo ventre
Corpo queimando, febre da paixão
Pele suada, pernas e braços
Meu corpo, coração
e meu desejo
Entalhados na tua alma.

Serena


terça-feira, 13 de janeiro de 2009

10

"MENINOS AO LÉU"

Quando vejo esses filhos de ninguém,
dormindo largados pela rua
Vejo que são filhos renegados
Adotados pela realidade nua e crua

Catadores dos nossos medos
Deixados soltos ao léu
Vagando pelas ruas
São vítimas de um destino cruel

O futuro pra eles é o agora
Pois tudo que sabem é vivido no presente
Presente de grego, num cavalo de tróia
Hoje estão aqui, o amanhã é inexistente.

Filhos de uma Pátria
que não soube ser mãe gentil
Pobres meninos perdidos
Vivendo como cães presos no canil

Do amor nada sabem
Só conhecem o degredo
pobres meninos de rua
Seus sonhos viraram pesadelo.

Serena



sábado, 10 de janeiro de 2009

8

"VIDA"


Das marés sou vazante
Das luas sou minguante
Dos amores quero tudo
Muito mais que um breve instante

Da vida quero o doce sabor
Do teu mel quero provar
Seguir por teus longos caminhos
E por ela me apaixonar

Sorver seu néctar suave
Experimentando sensações
Sou tua e a ti me entrego
Senhora dos amantes corações.

Serena




3

"AMOR INTERROMPIDO"

Do amor nada me restou...
Nada mais que tuas lembranças
Espectros bailam na memória
Do amor fiquei sem esperanças

Coração estava em festa
Tudo era prazer e desejos
Agora nada mais me resta
Acabaram-se as carícias e os beijos

Daí veio a senhora dos malditos
Arrancando você de mim
Deixando sentimentos aflitos
Crucificando um amor sem fim

Antes deixasse ele à meu lado
Pra quê acabar assim com minha paixão?
Tu és fria, patética e gelada
transformou em nada meu coração.

Se o amor não tivesse invadido meu peito
Não estaria agora neste imenso vazio
Noites longas e frias em meu leito
Sem você meu mundo é sombrio.

Agora nada me resta fazer
Sofrimento e dor para sempre terei
Nada mais me dá prazer
Nada mais sou e nunca serei.

Serena.

"Este poema é a minha triste homenagem
à um jovem casal que teve sua paixão interrompida
por um brutal assassinato,

acabando com todos os sonhos e esperanças de uma vida feliz."

Rick descanse em paz!



quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

6

"MIMO DE AMIGO"

Estes dois selinhos lindos vieram
do amigo Olavo do excelente Blog
Dúvidas e certezas de um homem de 50
Obrigada amigo e volte logo!



Ofereço aos estimados amigos:

Eduardo do Blog Uma página para dois

Gilbamar do Blog Gilbamar-Poesias e Crônicas

Cleo do Blog Infinito Particular

Helô do Blog Sintonias do Coração

Gaspar de Jesus do Blog Arte Fotográfica

E ofereço à todos os amigos
que visitam
meu humilde Blog.
Fiquem à vontade ok?

Um grande beijo à todos.


Serena



segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

6

"PRESENTINHOS"

O Sussurros está em festa!
Recebi este lindo selo dos meus amados
amigos Chris do Blog Essencialmente Palavras
e do Outono do Blog Pretexto - Clássico
Obrigada do fundo do coração à vocês que
fazem a alegria do meu viver!

E agora vem a parte mais difícil que é o repasse...rsrs

Ofereço de coração aos amigos

A.C.Rangel do blog Alma Tua

Carreira do blog Mini Urban Style

Cris Rubi do Blog Querido Diário

Delfim Peixoto do Blog Sussurros

Miguel Barroso do Blog Assimetria do Perfeito

Rodrigues Bonfim do Blog Klaxon 1922.

Fiquem a vontade para virem pegar o selo quando
quiserem e se quiserem ok?
Um grande beijo e amo muito vocês!

Serena.

 
BlogBlogs.Com.Br