sábado, 19 de dezembro de 2009

7

"CORAÇÃO DESAMPARADO"





Já não sei dizer
Que rumo tomou o angustiado amor
Saiu louco pelo mundo, sedento de vida.
E eu sozinha fiquei, vendo o dia morrer
E em minha cabeça apenas dúvidas e dor
Sentada entre as ruínas me senti perdida.

E foi como se eu já soubesse
Da tempestade que me assombrava
E também da dor e de toda solidão
E de tudo, o que mais me entristece
É não ter uma só palavra
Que acalante meu pobre coração.

Sim, o tolo amor foi iludido
Tão cruelmente massacrado
Que perdeu o rumo e a direção
E se sentiu tão solitário e perdido
Que morreu triste e desamparado
Deixando um vazio em meu coração.

Serena.

Beijos suaves...
 


sábado, 12 de dezembro de 2009

4

"PAPAI NOEL"




Noite de Natal, noite de felicidade
um pedido ao bom velhinho irei fazer.
Pedirei só e tão somente um mundo sem maldade
e que de quebra afaste das crianças o sofrer.

Papai Noel te peço que chegue de mansinho
trazendo no saco amor e esperança.
Ao menino de rua...só um pouco de carinho,
pois estão cansados da desesperança.

Nesta noite muitos pedem caros presentes
eu só peço paz e o tão esquecido amor.
Alegria para aquelas pessoas carentes
que vivem entristecidas em meio à tanto horror!

Papai Noel meu bom e estimado velhinho,
faz esta noite, uma noite especial
e não esqueça por favor daquele menino
que vende balas na rua na noite de Natal!

Serena.

"Todos os direitos reservados"

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

3

"DUPLICIDADE"





Entre dois mundos ando perdida
vivo em sucessivas contradições
Um se alimenta da hipocrisia
O outro não tem muitas ambições.

Um semeia o caos e a violência
pra ele todo desgoverno é normal
Ri dos que se perderam na demência
Se regosija com o sofrimento universal.

O outro vai vivendo em calmaria
Acalentando sonho e ilusão...
Se deixa levar nas asas da ventania,
dormindo nos braços frágeis da emoção.

Um camufla a dor num sorriso forçado
Sua dura realidade golpeia meu coração
No outro vivo em instantes inventados
sem querer da vida muita explicação.

E assim vou vivendo nesta duplicidade
trazendo no peito a dor do abandono
Desejando que o sonho fosse realidade
e a realidade se transformasse em sonho.

Serena

Beijos e lindo dia...








terça-feira, 17 de novembro de 2009

2

"DEVANEIOS"









"DEVANEIOS"

Mar, céu aberto, cantoria...
ondas azuis, sol escaldante.
Passos incertos, viajante...
sorriso aberto, alegria.

Mar, cheiro de maresia...
ondas quebrando, liberdade.
Luz do dia, claridade...
movimento constante, rebeldia.

Tua boca na minha lembra beijo...
sal no corpo, fantasia.
Olhos nos olhos, arritmia...
teu corpo no meu...desejo!

Serena.




segunda-feira, 16 de novembro de 2009

0

"PAQUETÁ"




A primeira vez que vi Paquetá
lembro-me bem daquele dia
Um aroma suave exalava pelo ar
logo me encantei por sua poesia.

Avistei seus bancos de pedra
tão românticos e pitorescos
Sua paisagem é a coisa mais bela
Ilha de muitos amores e desejos.

Fechei meus olhos e fiquei à imaginar
Damas à caminhar pelas ruas em flores
amores secretos tendo como cúmplice o luar
Recanto explêndido de muitos amores.

Suas praias de uma calmaria sem fim
gaivotas bailando felizes pelo ar
Casas antigas com flores no jardim
Como posso esta ilha não amar?

As barcas atracando no porto
lembrando a hora da partida
fico perdida...olhar absorto
coração aperta e acelera a batida

Ilha perfumada com aroma de mil fores
Paraíso inspirador de poetas e fantasias
levo na lembrança sua beleza e suas cores
Saudades sentirei da linda ilha de poesias.

(Serena)

"EU APÓIO O PROJETO PAQUETÁ
A ILHA DA POESIA"

Uma bela e calma manhã pra você!
Beijos poéticos...

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

1

"POÇO DA SOLIDÃO"



"POÇO DA SOLIDÃO"


Declamarei meus versos à estrela
Rimas tortas de um amor sem fim
tentarei com toda sutileza
expressar todo amor que há em mim.

E sob o clarão deste luar
versos tristes escreverei
formas sombrias do meu pensar
Todo amor que por ti sufoquei.

Vagueio pela noite afora
perdida em labirintos da solidão
A saudade é tanta que me devora
machuca e fere meu pobre coração.

Tantas palavras morreram na garganta
perdidas se calaram dentro de mim
silencia e morre também tua lembrança
Afogada no poço do vazio que restou em mim.

Serena.

"Todos os direitos reservados"




quinta-feira, 12 de novembro de 2009

1

"VELHOS AMIGOS"





Quando te encontrei era tão pequenino,
ia de um lado para o outro sem direção.
Pelas ruas abandonado e sem destino,
quando te vi cortou meu coração.

Te peguei com todo amor e cuidado,
agasalhei, dei comida e proteção.
O amor entre nós era algo inevitável,
Com seu jeito conquistou meu coração.

Passaram-se muitas primaveras, verões...
Invernos e Outonos também
Dos espinhos da vida, levamos alguns arranhões
Mas se contigo estivesse, tudo ficaria bem.

Hoje vendo você tão frágil e velhinho,
percebo que seu tempo por aqui acabou.
Só peço à Deus que te cuide com carinho
e dê alento à esta amiga que tanto te amou.

Vai com Deus meu Baluzinho
e leve contigo nossas lembranças
Continuarei agora só pelo caminho

Um dia voltaremos à nos encontrar...

guardo comigo a esperança!

"Serena"

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

1

"MEIAS VERDADES"



"Meias Verdades"

Hoje sinto que minhas verdades
São páginas de um livro que não li
Não são inteiras...são apenas metades
Dos Versos tristes do poema que escrevi.

Serena

"Todos os direitos reservados"


Um lindo dia pra você!
Beijos perfumados e poéticos...

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

3

"A MORTE DO AMOR"



Numa tarde cinza de outono
Tive o amor assassinado
O pobre morreu sem saber como
e como indigente será sepultado.

Viveu de falsas alegrias
achando que era correspondido
Mal sabia o pobrezinho
Que estava à dormir com o inimigo.

No triste e fatídico dia
Não se ouviu tiro ou discussão
Deu um último suspiro a alegria
Morrendo a pobrezinha de desilusão.

O assassino foi brutal
não teve dó do pobre coitado
Num golpe rápido e letal
Matou o amor no dia e local marcado.

(Serena)

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

0

"DESCONFIANÇA"




Mais uma vez a maldita desconfiança
volta à apunhalar o meu peito.
Junto à ela a desesperança,
trazendo noites frias ao meu leito.

Você era meu sonho colorido,
meu porto seguro...era tudo afinal.
Mas como posso seguir em frente,
Se você pelas costas cravou-me um punhal?

Tantas perguntas agora ficam sem respostas
O sol em meu peito perdeu o brilho e o calor
Nesse jogo do amor perdi todas as apostas
desconfio agora dos beijos, do olhar e do amor.

Serena.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

2

"FADA"



Hoje quando a tardinha vier
vou esquecer das coisas tristes
e brincar de ser feliz.

E quando a noite chegar
trazendo com ela luz e magia
Seduzida por ela irei ficar
Iluminando minh'alma antes vazia.

E pularei por entre as nuvens
de mãos dadas com as estrelas
Deixando cair o pozinho delas
esparramando sobre as paineiras .

Vou também enfeitar o meu vestido
Com flores azuis e pequeninas
Perfumar os meus cabelos com alecrim
E brincar como nos tempos de menina.

E quando a aurora por fim aparecer
com seus mil alazões cor de prata
irá me encontrar exausta
feliz sobre a relva deitada
Com um sorriso no rosto
E um olhar matreiro
com quem tem algo à esconder.

Serena.


quarta-feira, 7 de outubro de 2009

5

"PERDÃO"




Tomei uma atitude impensada
te magoar não era a intenção
Por ela fui crucificada,
arrependida te peço perdão.

Construímos uma vida,
regada à amor e carinho
Nossa história é antiga...
Muitas coisas pelo caminho.

Agora estou aqui à fazer este apelo
coração entristecido à te pedir perdão.
Na vida somos feitos de erro e acerto
e também de sim e de não.

Sempre tentei te dar o melhor
Mas às vezes também escorrego
Só peço que não veja só o pior
Amor e carinho é só o que peço.

Te amo e sempre vou te amar
Você querendo ou não
Muitas vezes ainda vou errar
Mas por hora e mais uma vez te peço: PERDÃO!!!


Serena

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

1

"ESPERANÇA"




Dentro de mim tem uma porta
que não sei onde vai dar
E dentro da porta um caminho
que não sei como chegar.
Nesse caminho uma ponte...
e no fim da ponte uma estradinha.
E nessa estrada muitos sonhos...
e dos sonhos cores sem fim,
E das cores um arco-íris
E no fim do arco-íris um pote avistei
No pote não havia ouro
Dentro dele só e tão somente
a esperança encontrei!


Serena.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

10

"VOU DE COLETIVO - HÁBITOS DE LEITURA - QUAIS SÃO SUAS MANIAS NA HORA DE LER?






"MANIAS"

Para ler, ruborizada confesso
Que reservo alguma mania.
Leio o verso e antiverso
e do autor gosto da biografia.

Antes de começar esta viagem
Que de certo será sensacional
Vou falar a verdade e não espalhem
Sempre dou uma olhadinha no final.

Um livro pra ser cativante de fato
Tem que ser bom do início ao fim
Gosto de ler no sossego do meu quarto
Sem nenhum ruído perto de mim.

Gosto de romance, poesias e um bom drama
Lendo me sinto heroína e a musa inspiradora.
De pernas pro ar, no conforto da minha cama,
Num capítulo sou fada,noutro bruxa na vassoura.

Viajar pelo mundo da leitura
É sempre bom e à todos recomendo
Um bom livro une prazer e cultura,
trazendo alegria e muito discernimento.

Serena.


"Este post faz parte da blogagem coletiva do blog
Vou de Coletivo idealizada pelo amigo Murilo."

Um grande beijo à todos!


Serena.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

3

"SELINHO MAIS QUE ATRASADO"


Peço desculpas pelos selos atrasados e pelos comentários

que ficaram por receber uma resposta, mas,
nunca é tarde não é mesmo?rs

Recebi este selo da amiga Karolina do
Blog Frases do Sol


Selinho da Feufolândia

Regras:

1. Postar o selinho e as regras.

2. Responder às perguntinhas:

- Uma música mágica: Qualquer uma do U2
- Um filme mágico: O Fantasma da Ópera
- Uma viagem mágica: Fernando de Noronha
- Um acessório de maquiagem mágico: Batom

3. Indicar o selinho para 5 blogs mágicos.

Vale da Lua da amiga Bya.moon

Conceição Duarte da amiga Con

Multiolhares da amiga Luna

Infinito Particular da amiga Cléo

Verso&Prosa da amiga Regina Moon.

Se seu nome não consta na lista,

não fique triste ok?

Fique à vontade para levá-lo, afinal

escolher somente 5 blogues é

uma tarefa quase que impossível.

Beijos carinhosos à todos!

Serena.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

1

"PRIMAVERA"



"PRIMAVERA"


Hoje acordei e corri para a janela
Vi flores perfumadas enfeitando o jardim
Sabiás e borboletas anunciam a primavera
Num belíssimo balé dançam só pra mim.

No ar um novo aroma senti
beleza e magia pulsam no coração
Deixo-me levar nas asas do colibri
Revelando segredos desta linda estação.

Hoje poderia ser mais um dia sem fim
Mas com ele trouxe todas as cores
Desenho poemas em folhas de jasmim
E com ele faço um tapete de flores.

Doce primavera chegou para encantar
Trazendo com ela muitos sentimentos
Sonhos e mistérios à desvendar
E a certeza de muitos outros Setembros.

Serena.

terça-feira, 18 de agosto de 2009

6

"POR MOTIVO DE SAÚDE ESTOU DANDO UM TEMPO"

Amigos queridos, passando rapidinho somente
pra dizer que estarei dando um tempo nas postagens,
pois me encontro com problemas de saúde!
A vontade é muita de ficar por aqui, mas infelizmente
nem sempre o nosso corpo obedece o coração não é mesmo?
Acho que ele que descansar um pouquinho e viu que só
me deixando de cama mesmo pra eu parar...hahaha.
Assim que eu puder retorno às visitinhas carinhosas e
às postagens que tanto amo.
Sentirei muita saudade de todos e do meu amado Blog também!
Um grande beijo e se cuidem...
Amo todos vocês...bjs!

Serena.

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

6

"VIAGEM"


E da vida pouca coisa quero levar
Levo apenas os bons momentos vividos
E todos os sorrisos que me fizeste dar.

Levo também a lembrança de nós dois...
As gargalhadas sem motivo
E todas as coisas que deixamos pra depois.

Levo comigo aquelas tardes primaveris
Em que tendo você junto à mim
Verdadeiramente fui feliz.

Não quero e não vou levar o pranto,
Da tristeza...essa faço questão de esquecer,
Abandonada...jogadinha em algum canto.

Não quero levar mais do que preciso
Afinal, nunca fui ambiciosa
Nesse caso e tão somente levo você comigo.

E assim me aventuro nesta viagem pelo tempo
Levando pouca coisa como bagagem
Por companheira a felicidade e você no pensamento.

Serena.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

3

"ESTUPIDEZ"



"ESTUPIDEZ"

E até quando iremos ver
S elvageria nos estádios
T orcedor que ama o seu time
U nião clama com vontade.
P ois tem gente que opta pela briga
I ncentivando a violência
D iz que é por amor à camisa
E semeia o ódio com frequência
Z oa e mata o adversário num ato de demência.


Serena.

sexta-feira, 31 de julho de 2009

7

"BOMBA RELÓGIO"



E meus dias
vão passando lentamente
e o tic tac
daquele maldito relógio
martelando em minha cabeça,
me lembra a cada batida
que não estou feliz.

Tic tac...tic tac...

Ouço o incansável
e monótono som e me pergunto
aonde foi que nos perdemos?
Em que ponto
nossas vidas se afastaram?
Continuo em busca
deste ponto de partida
Há de haver um caminho
que nos faça retornar...

tic tac...tic tac

Ouço novamente e
tudo fica claro
O caminho está lá,
ele sempre existiu
Nós é que ficamos
atados à um passado
de sombras e mentiras,
e de lá jamais
conseguimos sair.
Hoje olhando patéticamente
para aquele relógio,
constato que já não tenho
forças para lutar
e me sinto tão impotente
diante do tempo...diante da vida.
Aparento uma felicidade
inexistente em mim...

Tic tac...tic tac

mais uma vez à me açoitar
e me pergunto...até quando?

Serena.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

6

"CARINHO DE AMIGO É BOM DEMAISSSS"

Recebi uma homenagem de um amigo muito querido
e que me deixou muito emocionada e surpresa.
Não que eu não esperasse isto dele, pois é o tipo de amigo,
que está sempre pronto à te dar um colo, tem sempre uma
palavra amiga e de consolo nas horas que mais precisamos.
Amigo pra todas as horas...humilde e seu único interesse
é de fazer amigos e semear o bem por toda parte.
Não só a blogosfera, mas também o mundo precisa de
pessoas deste quilate.

Renatinho, você disse que tem orgulho em ser meu amigo,
mas eu que tenho um orgulho danado de merecer a
tua amizade meu lindo. E peço muito, mas muito mesmo
à Deus Nosso Pai, que te conserve sempre assim...com
esta "luz" e com este "coração" que não cabe no peito.
Um beijo bem grande e um abraço bem demorado e
apertado em você!


Em visita ao maravilhoso Blog Quiosque Azul,
do meu querido amigo Renato, fui pega de surpresa por
este maravilhoso depoimento, juntamente com os selinhos
que ele tão lindamente fez para mim e que faço questão
de compartilhar com todos vocês...MEUS AMIGOS!





Serena, minha linda Flor!
Você foi um dos primeiros presentes que ganhei através do Quiosque Azul.
Ainda não tive o prazer de te conhecer pessoalmente para te dar um beijo e um abraço amigo, mas mesmo “distante” você sempre esteve muito perto de mim.
Trocamos muitos “olás” e “pses” através dos comentários nos nossos blogs.
Você alegrou minhas manhãs. Tocou meu coração com doces palavras sempre recheadas de atenção, motivação, gentileza, afeto e carinho.
Proporcionou-me muitas alegrias. Em especial, no dia que me escreveu dizendo:
“Não se preocupe com resumos, meu querido,
pois quem escreve muito é porque tem muito a dizer”.
Dessa eu nunca me esqueci e ainda me lembro quase todos os dias,
quando me vejo “virando a página” em uma mensagem e/ou em um texto.
Saiba que você encorajou-me a escrever. Embalou o meu lápis no papel sem que eu tivesse tempo de pensar nas vírgulas e nas concordâncias.
Essas imagens (montagens) eu criei para ilustrar o seu dom de fazer Bem o Belo através das palavras, digo a sua arte.
É um presente meu para você, para os nossos queridos leitores
e para quem você quiser oferecer e compartilhar.
Melhor do que ter amigos é ser amigo de alguém.
Tenho orgulho de ser seu amigo e agradeço ao Pai Maior por isso.
Deus te abençoe, querida amiga!
Felicidades, Saúde, Luz e Paz... Sempre!
Um super beijo de quem te adora!
Com carinho, Renato HappyBlue_ò/




Ofereço com muito carinho estes dois selinhos,
à todos os amigos que me visitam e que sempre
deixam uma palavra de carinho aqui no meu cantinho.
Ofereço também à todos os meus seguidores e à todos
que por aqui passarem...seguidores ou não!
Fiquem à vontade para levarem, pois demonstração
de afeto, deve ser compartilhado com todos!
Um imenso beijo no coração de todos vocês!

Serena.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

2

"INFÂNCIA"


Nas viagens que faço,
Percorro meu interior
Vou de corpo e alma
Sem bagagem e sem direção.
Vou seguindo meus instintos
Ouço somente a voz do coração.
Pelas paisagens que encontro
Vejo imagens do passado
Ouço músicas de roda
Sinto o cheiro de mato molhado
Quero ir pra mais distante...
Onde nada mais exista,
Onde nada é real
Chego ao lugar onde só eu posso entrar
Lembro das árvores, mato, pique esconde
E dos gritos de não me pega.
Momentos bons eu vivi
Pena que este lugar só exista
Agora aqui dentro de mim...pena!

Serena.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

2

"AMIGOS"

"AMIGO"

O amigo pra ser teu irmão
tem que ser muito companheiro
Sempre pronto pra te dar a mão
Não importando tempo, nem dinheiro.

Quando um amigo assim encontrar
Fique atento e não o perca,
Foi Deus que o enviou pra te ajudar
naquelas horas difíceis...não esqueça!

Amigo mesmo, mas amigo daqueles de verdade,
Não se encontra em qualquer lugar
Te ajuda em qualquer dificuldade
Nele você sabe que pode confiar.

O amigo muitas vezes é mais que irmão,
mais até que aquele grande amor
Já vi muito irmão negando o pão
e muito amado trazendo dissabor.

Hoje o mundo todo comemora o amigo
Mas poucos tem a grande sorte
O amigo tem que estar sempre contigo
Tanto nas horas boas e até diante da morte!

Mas se ainda não encontrou esse amigo
Não fique triste nem perca a fé
Jesus é amigo e está sempre contigo
Ele não te abandona e nem te deixa à pé.

Serena.



domingo, 12 de julho de 2009

2

"PROMOÇÃO 1 ANO DO MY BLOG SERIES"


PROMOÇÃO 1 ANO DO MYBLOGSERIES
LEIA O REGULAMENTO E INSCREVA-SE

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER

quarta-feira, 24 de junho de 2009

17

"DOCE LEMBRANÇA"


Em meus sonhos de menina
Via um mundo colorido
vento e chuva repentina...
carrapicho no vestido.

Quando lembro da infância
sinto o cheiro do jardim
No campo colhendo pitanga
E muitas samambaias no xaxim.

Lembro das noites de luar
Todos na varanda reunidos
Vaga-lumes bailando pelo ar
iluminando meus sonhos coloridos.

Histórias de terror,
meu pai teimava em contar
coração acelerava de pavor
Olhos atentos...mãos à suar!

A mesma lua vejo hoje da varanda
fico saudosa de tudo à recordar
Lembrança...doce lembrança...
Sorrindo fico na cadeira à balançar!

Serena.

BlogBlogs.Com.Br

terça-feira, 23 de junho de 2009

2

"CLEMÊNCIA"


Hoje a saudade veio me visitar
Não bateu à minha porta
E como vento frio que corta
Nem pediu-me para entrar...

Chegou bem de mansinho,
como quem entra pra roubar
Levou meu sono e sossego
E de mim ficou à zombar.

Saudade matreira,
que machuca e devora
Trouxe como companheira
lembranças tristes de outrora.

Sonhos malfadados,
esperanças de uma vida feliz
trancados em baús empoeirados
Pálidos feito tela sem matiz.

Entrou em meu peito
e estraçalhou meu coração
fincou ali sem nenhum respeito
O punhal da desilusão.

Retalhou e fez estragos
Ferindo-me mortalmente
Saudade...senhora dos degredados
De mim se apiede...seja clemente.

Serena.

terça-feira, 16 de junho de 2009

7

"FEBRE"



Pela manhã o sol quente e viril, Minha boca sedenta vem beijar.
À tardinha a brisa suave e gentil, toca meu corpo fazendo a pele arrepiar.
E à noite a lua com sua magia e encantos,se esquece do poeta apaixonado e febril,
e em frenéticos movimentos...
vem me deixando louca pelos cantos.
Serena.


sexta-feira, 12 de junho de 2009

6

"ESSENCIAL"



Amor é sentimento bom
Quando é compartilhado
Eleva o ser às alturas
Coração bate descompassado

O frio é tempo gostoso
Pois juntinhos sempre estão
Vinho e lareira à noite
Beijos com sabor de paixão

Passeio de mãos dadas,
À noite um cineminha
Mas se der uma bobeada
Rola sempre uma ceninha

Mas tudo o amor perdoa
Voltando tudo ao normal
Quando o amor no peito ecoa
Se tornando essencial!

Serena


quinta-feira, 11 de junho de 2009

0

"ESPERANÇA..."

Meu menino...senta ao meu lado,
Se fechar não vale a pena
Fala comigo...não fica assim calado.
Me diga logo tudo o que pensa.
Quando você nasceu, vi o mundo colorido,
imaginei como seria tua vida e tudo o mais
tive um sonho alegre e florido
pra você um mundo inteiro de paz.
Mas você cresceu e do sonho já nem lembra
Dos olhos daquele menino nada mais restou
E olhando hoje pra você sinto-me pequena
Do mundo que sonhei, nem um vestígio sobrou.
No meu peito a sensação de vazio e dor,
guardo comigo a sensação que falhei,
tudo que sempre quis foi te dar amor,
mas hoje percebo que apenas te sufoquei.
Hoje não sei se estive certa ou errada,
peço perdão pelos meus erros,
tive a inexperiência como aliada,
não te culpo por seus desapegos.
Agora só me resta uma coisa e nada mais
Pedir à Deus que te mostre um caminho,
Que nele você siga e se sinta capaz,
de amar a quem sempre te deu carinho.
Serena.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

2

"VAZIO"


Das profundezas de minh'alma
Sentimentos brotam em profusão
Como água de nascente...
Feito lava de vulcão.

No aconchego dos teus braços
Sinto a pele arrepiar
Tuas mãos em meu regaço
Faz meu peito acelerar.

Paixão ardente que me domina
Como um furacão no meio do mar
sou fera que apavora e fascina
Acuada e pronta para atacar.

Querendo fugir sem saber pra onde
Me perco em labirintos sem fim
Sinto medo, frio e fome
E assustada te afasto de mim.

Antes ardia paixão inconsequente
Agora me sinto vazia e só
O corpo reclama e não mais te sente
Sou chama ardente transformada em pó.

Serena.


segunda-feira, 8 de junho de 2009

5

"TRISTE PALHAÇO"

O amor que represo em meu peito,
é mais que capricho,é mera ilusão.
Amor desmedido...um fim sem desfecho,
buraco de poço...vulcão em ebulição.

Quando te vejo, a calma se perde,
a pele arrepia, mão fica fria...
minha boca me denuncia,
e o sangue em minhas veias ferve.

Meus olhos famintos te tocam e te devoram
e por um breve momento, perco a sanidade,
mas a realidade mesclada à loucura me apavoram
Me fazendo vítima desta triste fatalidade.

Sei que o que sinto é amor proibido,
por isto me guardo e me recrimino,
afogo no peito a paixão e me resigno,
E como um triste palhaço pela vida eu sigo.

Serena.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

3

"SONHOS E PAIXÕES"


Minha casa é feita de sonhos e paixões...
As paredes pintei com poesias e
no jardim trepadeiras em caramanchões...
abrigam suaves borboletas e cotovias.

Rosas e jasmins espalho pelo caminho,
e um leve perfume exala pelo ar
Uma suave canção me faz levitar
Danço ao som do canto de um passarinho.

As visitas que aqui chegarem,
não ofertarei bolo nem chá,
Servirei xícaras de poesias
e meus versos irei recitar.

Dizem que lugar assim não existe,
mas pra mim é mais que real...
com paredes que a tudo resiste e
pés de poemas plantados no quintal.

Serena.



 
BlogBlogs.Com.Br