quarta-feira, 18 de novembro de 2009

"DUPLICIDADE"





Entre dois mundos ando perdida
vivo em sucessivas contradições
Um se alimenta da hipocrisia
O outro não tem muitas ambições.

Um semeia o caos e a violência
pra ele todo desgoverno é normal
Ri dos que se perderam na demência
Se regosija com o sofrimento universal.

O outro vai vivendo em calmaria
Acalentando sonho e ilusão...
Se deixa levar nas asas da ventania,
dormindo nos braços frágeis da emoção.

Um camufla a dor num sorriso forçado
Sua dura realidade golpeia meu coração
No outro vivo em instantes inventados
sem querer da vida muita explicação.

E assim vou vivendo nesta duplicidade
trazendo no peito a dor do abandono
Desejando que o sonho fosse realidade
e a realidade se transformasse em sonho.

Serena

Beijos e lindo dia...








3 comentários:

Xana disse...

Todos nós temos essa duplicidade, todos queremos ter o melhor , a vida de sonho, e depois temos um diabinho que nos atenta e nos faz por vezes seguir o caminho errado .
beijinhos , adorei este teu desabafo

Sandra disse...

Ola amiga!
Quabnto tempo.Onde vc. está???
Já estou com saudades.
Passe lá e venha matar a saudade.
Sandra

Sonhadora disse...

Olá Amiga
Lindo poema...o Ntal não é presentes.
beijinhos

 
BlogBlogs.Com.Br