segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

"AIDS"


Festas e luzes,
Amores sem fim...
Cada noite um rosto
Diversão era tudo pra mim!

Numa noite tresloucada
Um encontro se deu
Tive o beijo da morte
E meu encanto morreu.

Sonhos não mais os tenho
Por companheiro apenas o pranto
As luzes se apagaram
Vislumbro seu negro manto.

Ela caminha junto à mim
Me segue por onde vou
Me beija com seus lábios frios
À ela me entrego e com ela estou!

Serena.

Este poema dedico à meu tio,
que era soro positivo.

Fui testemunha de uma luta cruel e desumana...
De um lado, a vontade de viver...

Do outro a doença minando aos
poucos sua resistência.
Infelizmente mais uma vez

nesta luta a AIDS saiu vitoriosa!



2 comentários:

Jorge C. Reis disse...

Não devemos parar de lutar, sobretudo pela informação.

Luísa disse...

Se o lema é LUTAR, lutemos todos numa só voz dizendo: protecção, protecção, protecção! Informação, informação, informação!

 
BlogBlogs.Com.Br