quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

"ANDARILHA"


Sou a triste borboleta
passageira da agonia
bato as asas contra o vento
bailando em noite fria.

Meu destino nem eu sei
Minh'alma é de ninguém
Vagando mundo a fora
Da tristeza sou refém

Feito folha no outono
Deixo o vento me levar
Triste e louca bailarina
Nua bailando ao luar

Pobre andarilha sem carinho
Perdida na inquietude do querer
Pés calejados...alma sozinha
Peregrina do amor querendo ser.

Serena


Um comentário:

Isa disse...

Para a "linda borboleta",deixo o meu Carinho e a promessa de ñ estar tão ausente.:)
Mas sabes a razão.A mana está a reagir bem!
Beijoo.
isa.

 
BlogBlogs.Com.Br